Tensão: Rússia e Ucrânia


Inspirados no nosso amado Senhor Jesus Cristo, minha esposa Meirilandes, meus filhos e eu servimos, como missionários, na Ucrânia - ex União Soviética por 16 anos. Agora, já no Brasil, estamos profundamente sentidos com as últimos notícias sobre os ataques da Rússia à Ucrânia, que pode resultar numa guerra de grandes proporções.


Uma das razão dessa guerra é geopolítica: a estratégia de defesa da Rússia depende da profundidade de seu território. Não existe nenhuma barreira física de difícil transposição na planície europeia, que se estende de Paris a Moscou. Esse foi o caminha de Napoleão e de Adolf Hitler para invadir a Rússia. Kiev está a menos de 900km de Moscou. A outra, é econômica: a bacia do Dombass é uma das maiores províncias carboníferas do mundo, rica em carvão e gás natural. Na divisão internacional do trabalho, a Rússia tem uma vocação natural de produtor de energia para a Europa Central. Tudo isso é de conhecimento de todos os países envolvidos na crise, principalmente os EUA e a Inglaterra, que encurralaram Putin, e a Alemanha e a França, que lideram a turma do deixa disso. O problema é que a Ucrânia é dividida desde os tempos de Pedro, o Grande, que expulsou os suecos da região em 1709. Uma parte é ortodoxa, outra é católica; uma fala russo, outra ucraniano; uma é aliada da Rússia, outra do Ocidente.


O mundo está se aproximando de uma guerra? Essa parece ser a pergunta na mente de muitas pessoas enquanto as notícias chegam sobre as tensões entre Rússia e Ucrânia. Minha opinião é que podemos estar nos aproximando rapidamente da Última semana de Daniel. Falo assim porque a Bíblia já alertou sobre ‘guerras e rumores de guerras’ e porque não devemos confiar em nossos governos ou líderes políticos. A Bíblia nunca disse para prepararmos um lugar para Jesus aqui entre nós. Ela diz que o mundo vai ser tão ruim que Jesus virá nos tirar daqui e depois derramará o julgamento sobre as nações


Oremos irmãos! Oremos! O que nos resta é orar pela Ucrânia, pelos ucranianos e nossos irmãos que ali estão.


“Antes de tudo, recomendo que se façam súplicas, orações, intercessões e ações de graças por todos os homens; pelos reis e por todos os que exercem autoridade, para que tenhamos uma vida tranquila e pacífica, com toda a piedade e dignidade.”

‭‭1 Timóteo‬ ‭2:1-2‬ ‭NVI

184 visualizações0 comentário