Novo currículo das lições da Escola Dominical

CPAD lança, neste mês de novembro, o novo currículo da EBD

No mês de novembro, a CPAD lança o seu novo currículo de Escola Dominical, com novos temas e novos comentaristas na faixa infantojuvenil, e com um design e recursos pedagógicos sintonizados com o que há de mais atual na área da educação, fortalecidos pelos conteúdos e métodos bíblicos de ensino.


O novo currículo foi lançado oficialmente em dois eventos. O primeiro no dia 1º de novembro, no templo central da Assembleia de Deus Ministério do Belém, em São Paulo (SP), liderada pelo pastor José Wellington Bezerra da Costa, presidente do Conselho Administrativo da CPAD, e com a presença do pastor José Wellington Costa Junior, presidente da CGADB.


Segundo o diretor executivo da CPAD, o irmão Ronaldo Rodrigues de Souza, “o novo currículo está dentro do planejado pela CPAD, que a cada sete anos lança uma nova edição totalmente inédita, tanto em relação ao conteúdo, quanto às partes: visual, de diagramação e identidade. Entre as edições da Casa Publicadora, a produção das revistas para a Escola Dominical é a nossa mais importante missão, pois cuida do ensino da Palavra de Deus para toda a Igreja, desde as crianças até aos mais idosos, desde o novo convertido até aos mais estudiosos da Bíblia Sagrada. Sempre que lançamos uma nova edição do currículo da CPAD temos um duplicado interesse dos membros em frequentarem a Escola Dominical, além dos alunos assíduos, e isso é muito bom, pois os crentes que durante a pandemia se descuidaram de sua vida espiritual, podem agora, ao frequentarem a Escola Dominical, lerem e estudarem a Palavra de Deus, se fortalecendo em sua caminhada cristã”.


Sobre as novidades do novo currículo, o diretor da CPAD afirma que “o novo currículo de Escola Dominical é novo em tudo: novo no conteúdo, nas temáticas, tanto para os adultos quanto para os jovens, adolescentes e pré-adolescentes; e novo nas histórias para as crianças, nas ilustrações, tanto nas revistas quanto nos visuais de auxílio para os professores. Deus tem dado às Assembleias de Deus no Brasil homens e mulheres preparados para o ministério de ensino, e nós, da CPAD, damos graças ao Senhor por esta dádiva dos céus que, através das Lições Bíblicas, cooperam com as demais atividades ministeriais da Igreja, para manter uma Igreja doutrinariamente sólida e ativa na obra do Senhor nosso Deus”.


Para o chefe do Setor de Educação Cristã da CPAD, o presbítero Marcelo Oliveira, há três pontos a serem considerados nesse novo currículo. O primeiro é em relação ao elemento unificador doutrinário. “O Currículo da Escola Dominical une a nossa igreja doutrinariamente, então ele sempre é elaborado com a expectativa de contribuir ainda mais para o aprofundamento dessa unidade doutrinária em nossa igreja no Brasil”, argumenta Marcelo. O segundo ponto é concernente à característica formadora do currículo. “Nossa expectativa é que os irmãos, desde o berçário aos adultos, sejam edificados e fortalecidos na fé em Cristo”, enfatiza. E, finalmente, o terceiro ponto gira em torno dos professores e superintendentes da Escola Dominical. “Nossa ideia é propor novidade de tempos em tempos. Por isso a nossa expectativa é de que eles acolham o novo currículo de maneira maravilhosa e, por meio dele, dinamizem a Escola Dominical nas igrejas locais. Principalmente nessa saída da pandemia. Nossa oração é que o Espírito Santo use este novo currículo para formar a nossa igreja com os valores e princípios da Bíblia que são atemporais e eternos”, sintetiza Marcelo.


O gerente de publicações da CPAD, pastor Alexandre Claudino Coelho, é enfático. “Não é apenas uma renovação, mas uma atualização na questão relacionada a comentaristas, às temáticas das lições e também aos temas. Esse novo currículo é integrado naturalmente com a Palavra de Deus, sempre valorizando a importância do estudo e mantendo o padrão didático que a CPAD vem desenvolvendo ao longo do tempo”, declara pastor Alexandre Coelho.


Este é um pequeno trecho da matéria publicada pelo Jornal Mensageiro da Paz, Ano 91, Número 1638, Novembro de 2021.

29 visualizações0 comentário