Na Nigéria, grupo terrorista invade igreja, sequestra cem cristãos e mata um

Sem sinal de telefone e internet, as vítimas não conseguiram pedir por socorro


Conforme temos divulgado nos últimos meses, a taxa de sequestros na Nigéria tem aumentado consideravelmente. A mídia internacional tem destacado, que este fato ocorre à medida que os grupos armados percebem sua eficácia em ganhar as manchetes e levantar dinheiro por meio da extorsão de pais ou governos estaduais com os valores dos resgates.


Neste último domingo (31), criminosos invadiram um culto na Igreja Batista Emmanuel em Kakau Daji, estado de Kaduna, onde uma pessoa morreu, e outras 100 foram sequestradas. Durante a ação, os cristãos não conseguiram pedir ajuda por telefone porque os serviços de telecomunicação no estado estavam paralisados. As informações foram confirmadas pela Associação Cristã da Nigéria (CAN, da sigla em inglês).


Mesmo com todos os casos recentes, o governo nigeriano afirma que o nível de segurança no país está melhor, mas o presidente da CAN de Kaduna, reverendo Joseph Hayab, confronta essa opinião e testemunha a piora da violência na Nigéria.


“Estamos seriamente preocupados agora. Homens armados estão se aproximando gradualmente de Sabon Tashan, distante três quilômetros do local onde aconteceu a invasão da igreja”, afirma Hayab.


A Associação Cristã informou que os sequestradores entraram em contato com a família de uma vítima e exigiram um valor maior para o resgate, com a alegação que precisaram ir a um local mais distante, onde as comunicações não estavam funcionando.


O porta-voz da Portas Abertas na África Subsaariana também se posicionou sobre a crescente violência, e a incapacidade do governo nigeriano em combater os criminosos.


“Este sequestro é um exemplo chocante da audácia dos criminosos e da impunidade que está aumentando, aparentemente sem limites na Nigéria. O governo está falhando com os cidadãos e criando um terreno fértil para o extremismo. Pedimos à igreja global que permaneça em oração fervorosa pela libertação dos cristãos e que o Senhor use a situação para trazer um avanço neste assunto. Ore pela proteção do Senhor sobre nossos irmãos e para que eles experimentem a paz de Jesus”, disse.

Redação CPAD News / Com informações da Portas Abertas - Foto: Portas Abertas

23 visualizações0 comentário